quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Engelbert Humperdinck

Engelbert Humperdinck nasceu a 2 de Maio de 1936, em Madras, na Índia, com o nome de Arnold George Dorsey. Filho de um oficial inglês, emigrou com a numerosa família (dez irmãos) para Leicester, Inglaterra, em 1946. Pouco tempo depois interessa-se pela música e aprende saxofone. Já na década de 50 começa a tocar em diversos night-clubs, e em 1953, com 17 anos, entra num concurso de variedades a pedido dos seus amigos, onde faz uma imitação do seu ídolo, Jerry Lewis. A partir daí adota o nome de Gerry Dorsey, com o qual passa a ser conhecido nos meios musicais. Tem uma primeira oportunidade de gravar com a Decca Records mas a música “I’ll Never Fall In Love Again” não faz sucesso e ele regressa ao circuito dos clubes noturnos. Em 1961, contrai tuberculose e é forçado a abandonar a vida artística. Demora quatro anos até se recueprar da doença e só em 1965 é que tenta de novo voltar ao meio artístico. Desta vez tem um pouco mais de sorte, pois conhece Gordon Mills, que se viria a tornar o empresário de Tom Jones. Gordon Mills consegue-lhe um novo contrato com a Decca Records e sugere-lhe a mudança do nome artístico. Dorsey decide adotar o nome do compositor clássico Engelbert Humperdinck, autor de diversas óperas, como por exemplo Hansel and Gretel.
Depois de alguns singles sem qualquer sucesso, o “novo” Engelbert grava a música que iria lhe abrir as portas do sucesso – uma versão de “Release Me” que no início de 1967 consegue a proeza de tirar “Strawberry Fields Forever” dos Beatles do 1º lugar de vendas do Top Inglês. Além disso torna-se o single com maior duração nas paradas musicais britânicas – 56 semanas, um recorde que ainda hoje se mantém. Em contraste com o estilo sensual de Tom Jones (o seu grande “rival” na época), Engelbert adota uma postura mais clássica, o que lhe vale a reputação de crooner. Crooner ou não crooner, a verdade é que a partir de “Release Me” os sucessos se sucedem a um ritmo vertiginoso até meados dos anos 70, chegando inclusivé a obter uma nomeação para o Grammy em 1976, pelo tema “After The Loving” e em 1989 mais duas distinções são-lhe atribuídas: uma estrela no Passeio da Fama de Hollywood e um Globo de Ouro pelo melhor entertainer desse ano.


Engelbert Humperdinck - 1995 - Magic Of Christmas

01. O' Come All Ye Faithful
02. Have Yourself A Very Merry Christmas
03. Winter Wonderland
04. Lover's Holiday
05. O' Little Town Of Bethlehem
06. Blue Christmas
07. Christmas Song
08. A Christmas Collection
09. White Christmas
10. A Night To Remember
11. Silver Bells
12. A Christmas Medley
13. The Lords Prayer


Informações e Links por email - Aqui


Information and links via email - Here

Nenhum comentário: